CGU e Polícia Federal na cola de prefeitos do Maranhão

0
77

Por conta de vários contratos emergenciais irregulares, diversos prefeitos do estado do Maranhão estão na mira da Polícia Federal e de órgãos fiscalizadores.

As investigações sobre a aplicação dos recursos federais de combate à Covid-19 estão ocorrendo em todo o Brasil. Na manhã da última Terça-Feira (26), a PF realizou uma série de buscas no estado do Rio de Janeiro.

A Operação Placebo foi direcionada ao governador do estado, Wilson Witzel. Segundo a PF, existem suspeitas de fraudes em hospitais de campanha.

As investigações contam com o trabalho intensificado da Polícia Federal, Controladoria Geral da União (CGU), Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Estado do Maranhão – GAECO, Tribunal de Contas do Estado e deve apurar alguns contratos entre prefeituras e empresas que possivelmente possam ter indícios de superfaturamento em notas fiscais.