Abre o Olho Carutapera; Airton Marques reclama de falta de posto em povoado, mas esquece que se beneficiou com desvios de recursos da saúde

0
71

Em suas redes sociais, o Dr. Airton Marques reclamou, em vídeo, da falta de um posto de saúde no povoado Canadá, em Carutapera. Mas o médico e pré-candidato à gestão municipal parece ter esquecido que no passado a sua empresa, a Medclínica, foi beneficiada através de contrato com o Instituto de Desenvolvimento e Apoio à Cidadania (IDAC), cujo presidente, Augusto Silva Aragão, foi preso por uma fraude que desfalcou da saúde do maranhão R$ 18 milhões.

O contrato entre a clínica e o instituto, que foi alvo de investigação da Polícia Federal, girou em torno R$ 378.824,00 por mês, e durante um ano foram mais de quatro milhões de reais. O contrato teve a duração de doze meses. Os contratos da empresa de Airton com o instituto IDAC só foram rompidos pela polícia Federal.

Já o valor da nota fiscal emitida à Secretaria de Estado da Saúde pela prestação de serviços foram exatos R$ 251.309,88. A diferença de um ano para o outro chega a quase um milhão de reais.

Agora, Dr. Airton Marques cobra investimentos na área da saúde.