AMAPÁ DO MARANHÃO; Uma cidade que parou no tempo com a gestão Tate do Ademar, lixos e buracos na cidade, pontes na zona rural ameaça a vida de moradores. O que esperar do futuro se não cumpriram no presente?

0
261

Em três anos e onze meses quase tudo piorou. Festas e tintas tentaram ocultar o verdadeiro caos administrativo na qual vive a cidade de Amapá do Maranhão. Falta de segurança, infraestrutura, falta de políticas públicas para a juventude. A gestora é detentora de uma das maiores rejeições do estado. Sem a construção de pelo menos uma obra própria da prefeitura no município, Tate do Ademar se prevalece de obras realizadas pelo Governo do Estado.

Perpassasse-se já passou três anos e onze meses e não se resolveu nada. A postura da prefeitura sobre os problemas é de indiferença. Aquele fervor que fez da Prefeita a vencedora do pleito no ano de 2016 morreu junto com a eleição. Aquela que chorava nos palanques dos comícios deixou de se comover com a situação caótica do município. Será por quê? No início do mandato a Prefeita inventou uma série de desculpas pra justificar o atraso nas ações por parte da prefeitura. O lixo e os buracos nas ruas ainda fazem parte da paisagem urbana do município. A buraqueira causa prejuízos e revolta a população. Os lixos, acumulados pelas esquinas, são indícios de que a mudança ficou só no discurso da Prefeita.

O Povo amapaense começou a entender que tudo o que se faz na véspera da eleição tem apenas fins eleitoreiros e que mais quatro anos de uma reeleição seria a pá de cal nos sonhos de desenvolvimento da cidade, escolas da zona rural fechadas, prédios com pinturas da gestão anterior, como por exemplo Ginásio Esportivo, Mercado Municipal e escolas.

Em tempos de WhatsApp as informações circulam em uma velocidade nunca antes vista. Com isso a população usa suas redes sociais para denunciar os problemas de sua rua e de sua comunidade.

Hoje, a competição pela captura de votos está acirrada, e tome festa, e tome praça, e tome pedra na rua e casas pintadas, mas afinal o que de concreto este povo lucrou em um período tão desastroso?

Nossa reportagem saiu a campo e não foi tão difícil perceber o porquê da Gestão Tate do Ademar estar tão mal avaliada. Acompanhe a retrospectiva de três anos e onze meses daquilo que foi prometido e não cumprido até agora pela atual Gestão: