No jogo de traições da Famem, apenas prefeitos de Josimar de Maranhãozinho mantêm fidelidade

0
27

Dos 217 prefeitos aptos a votar na eleição da Famem, fato inédito na história da entidade municipalista, apenas os de municípios comandados pelo PL, Patriotas e Avante, todos sob liderança e poder de Josimar Maranhãozinho, não são considerados entre possíveis traidores no pleito.

Marcada para esta quinta-feira 14, a eleição terá como vitoriosa a chapa que conseguir evitar o maior número de defecção.

Na última semana, três prefeitos do Republicanos mudaram de lado, e quatro do PDT pularam de barco. Gestores municipais de outros partidos, no bastidor, têm feito jogo duplo, levados principalmente pela falta de orientação de seus respectivos presidentes, à exemplo de Márcio Jerry, do PCdoB, e André Fufuca, do PP.

Nenhum outro líder partidário tem liderança e poder consolidados como possui Maranhãozinho, com 45 prefeitos integralmente adeptos de seu projeto político.

Essa influência –somada ao peso de acordos fechados pelo vice-governador Carlos Brandão (Republicanos), sob autorização do governador Flávio Dino (PCdoB)–, tem sido o fator principal para adesão e voto de outros prefeitos, e pode garantir a vitória da chapa Zé Gentil – Municipalismo para Todos, representada pelo prefeito de Caxias, Fábio Gentil (Republicanos).