Eleições 2018: Coisas de doido!

0
255

2018, eleições gerais para Deputado Federal, Deputado Estadual, Senador, Governador e Presidente do Brasil. Tem candidatos para todo gosto e de todo tipo.

Para Presidente tem o Meireles, bancário de bancos americanos, aposentado, rico, doou para si mesmo 20 milhões para a campanha. Parece um solteirão ou viúvo que não tem nada a perder e falo o que bem entende. Acho que terá o voto dele, o PMDB o abandonou, bando de filhos da puta. Até o Temer, Sarney etc… sumiram.

Tem o Álvaro Dias, Senador, irmão do outro Senador Dias, nunca fizeram nada. Parece o Coringa, do filme Batman, visualmente. Não empolga, fecharam o olho dele, devia abrir os olhos e apoiar outro candidato.

Há um Cabo Aciolo, Daciolo, sei lá o nome. Doido? Sei lá, mas convicto. Não tem o voto dele.

Aparece, de novo, um tal Amoeto, acho que é assim. Esse nunca apareceu em lugar algum. Como é novo, quando ficar velho, a gente conhece.

Capitão com vice general. É o deputado Bolsonaro, se não ganhar no primeiro turno, perde para o poste do Lula. Doido? Sei lá, mas tem convicções, parece que resolveria os problemas de criminalidade no Brasil, o resto ficaria na mesma merda. Mas são 4 anos apenas, depois a gente escolhe um melhor. A gang PT, PTB, PMDB e outros PCC da vida ficaram mais de 12 anos e não quebraram o País, a gente aguenta.

Há o Lula, preso, mas indicou um Poste Haddad, menino com ar de religioso, com a Manuela, aquela do Rio Grande do Sul, ex do Ministro de Justiça. Se conseguir ir para o segundo turno, é o presidente do Brasil nos próximos 4 anos ou sei lá quantos… aí eu já estarei morto.

O paulista Alckimin está de volta, cercou-se de tantos partidos que terá que fazer 50 ministérios para retribuir o apoio de tantos partidos. Mas ninguém acredita nele. Imagine que tem comida por 1 real, o dobro que cobra o Flávio Dino no Maranhão. Em São Paulo é 1 real, no Maranhão é 2 reais.

Tem o paulista que se diz cearense Ciro Gomes, atualmente no partido do jornalista do Brizola que vai ser o que quiser no governo imaginário do dito cujo. A principal bandeira é tirar o nome dos endividados junto ao SPC e SERASA.

Acho que, finalmente, tem a Marina. Aquela que parece a vovó Dinossauro, não cheira nem fede. Vai ter o voto do Sabá, aquele suplente que passou 8 anos no Senado e não fez nada.

Terminou? Não… tem um rapaz chamado Boulos, já recebeu quase 5 milhões do Fundo Partidário, ele e a vice. Não sei o que veio fazer, podiam ter lançado aquele Potter, do Amazonas, aquele senador que grita mais que os crentes aqui da Igreja Batista do Calhau.

São esses os presidenciáveis. Acho que não esqueci ninguém. Ah… o Imayel, Emael, sei lá o nome. Todo vez se candidata, acho que gosta de aparecer. Apagado que não sei o nome certo.

Vamos então para a Campanha na TV. A gente liga e começa a diversão, gente de todo tipo, todas as cores, todo jeito. Começo me lembrando do Advogado Ademar Danilo, mas conhecido como Regueiro, é que toda hora a TV fala: chama Meireles, aí me lembro do Chama Maré. Aí vem o abra o olho do Alvaro Dias. O riso irônico do Ciro, o cansaço da Marina, a irresponsabilidade do Boulos, a maluquice do Daciolo, o salvador da pátria Messias Bolsonaro sem mensagem, sem tempo mas com votos. O Alkim com suas agressões e propostas, mas que não convence ninguém.

No Maranhão. A Roseana, o Flávio, o Zapata, o Olivio, a Roberto, ninguém mostra nada, não tem programa, não tem empolgação. Um monte de imagens, de palavras, sem ordenamento e sem convencer ninguém. A única coisa que se salvou foi a proposta de não mais apreender devedores do IPVA pela Roseana. Ah… tem a Maura, do partido do capitão.

Aqui, minha neta cachorra diz que esqueci uma candidata a presidente ou governadora. Devo ter esquecido, mas não faz falta. É uma revolução do jornalista analista, esquecer os esquecidos. São dois candidatos para completar o circo, uma Vera e um João Goulart Filho.

Tem um cidadão da farmácia, uma Ana do pau ou do gás, tem o Gentil babando de velho (é meu Amigo particular), tem o Bentivi voando, tem o Irmão do Jackson (Jackson vive todas eleições), o afilhado do Presidente da Camara, agora não se lembra dele, tem o desviador de recursos da UEMA e está solto, tem aquele que roubou o dinheiro do sogro e do Costa Rodrigues, tem uma mocinha que nunca fez nada como Vereadora, como Deputada mas quer ser senadora, tem um piauiense vereador/deputado estadual que fala mal de todos, tem um homem da vassoura e não é Janio Quadros, tem negra sem dentes, tem crente, tem doutor…. FIIM

Não é fim do texto, é um cidadão filho de um gago que registrou o nome do filho e o escrivão sacaneou registrando o som… coitado. Tem cadeirante, tem bahiano respondendo processos, tem policial, tem policial federal que devia estar cassado e expulso, tem policial que bate em mulher e está fazendo propaganda, tem irmãos que expediram 170 mil carteiras de marisqueiros e pescadores (a Luzia da novela Segundo Sol, recebeu a carteira dela) e vão ser eleitos, sem propaganda alguma.

Aí a gente começa a analisar. Vice governador chamado Ribinha que ninguém sabe quem é. Tem vice deputada que nunca fez nada na vida. Tem suplente que a gente sabe que vai assumir logo, é o filho ou é o filho do amigo. Um avião compra qualquer vaga, até eu vendia.

Tem casal candidato que deviam estar na cadeia por agiotagem e trambicagem. A deputada diz que precisa estar na Assembleia para fazer o que o deputado não fez. O deputado quer ser federal. O Maranhão fica menor, diminui. Tem Pai e Filha, federal e estadual. Tem de tudo, e não tem nada.

Cafajeste, trambiqueiro, criminosos, irresponsáveis, traidores, infiéis, corruptos, todo tipo tem. Pena que a gente não possa dizer os nomes, nominar os filhos e filhas da puta.

Falta seriedade, competência, honestidade, boas intenções, são poucos e não sabem aproveitar o tempo na TV e se misturam com gente que não presta. Pedem votos para governador, para senador. O TRE não deveria proibir? O tempo é do Deputados Federais e Estaduais, são os proporcionais, não deveria ser obrigado a ter propaganda dos Majoritários, Senador e Governador. Afinal, tem lei nesta merda de Estado?

Eleições 2018, coisas de doido.

Enfim, o importante neste mar de lama, é participar. Se você não se filiou, não se candidatou, só resta votar, escolha bem, anote o nome dos escolhidos e cobre deles. Não se acanhe e nem se envergonhe disso. Para Governador e Presidente há duas chances, vote no primeiro turno em quem você gosta, acha que vai ganhar e seria o melhor para você e sua sociedade. No segundo turno, vote novamente nele, se tiver ido, caso contrário, escolha um menos pior. Simples assim.

Para os cargos proporcionais, deputado estadual e federal, vote em quem você conhece a vida ou acha que é honesto, trabalhador, competente, não se vende, não beija mão, é independente e vota de acordo com os anseios da comunidade.

Para Senador, majoritário, mas sem dois turnos, vote nos mais experientes, honestos, competentes e que possam representar o Estado. Não se vendam por cargos federais e não estejam apenas querendo projeção. Se não tiver, vote nos mais experientes, podem ser ladrões, mas não envergonham o Estado. Afinal, ladrão já está virando currículo para todos os políticos.

Coisas de doido. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui