Assalto violento: Soldado esfregou a arma da Policia Militar na vagina de mulher mantida refém no Maranhão

0
251

Através de áudio, o comandante do 23º BPM, em São Mateus, informou que o assalto realizado a um casal em Bacabal foi extremamente violento. “Chegou ao ponto de colocar a pistola nas partes íntimas da vítima, o que resulta também numa acusação de estupro”, relatou o comandante.
Informado dos detalhes pelo comando do 15º BPM, a autoridade superior disse que não são apenas dois policiais que participaram do assalto e que eles estavam encapuzados quando chegaram na residência das vítimas. Eles teriam agido de extrema violência em busca do dinheiro, torturando o casal e esfregando o cano da arma de propriedade da PM na vagina da mulher, depois de rasgar a roupa dela.
Com o revólver na cabeça do casal, eles de deslocaram até a casa do pai do homem vítima e lá chegando tentaram arrombar a residência usando uma marreta, momento em que uma viatura apareceu e consegui ainda prender o soldado Pádua em posse de R$ 3,1 mil. O casal confessou que eles queriam mesmo os R$ 16 mil frutos de furto na sede do Centro Distribuidor do Banca do Brasil de Bacabal quando do assalto em novembro passado.

O soldado Pádua revelou que existem ainda pessoas de posse do dinheiro que os bandidos deixaram nos arredores da sede da agência e que eles vinham extorquindo quem estava dos recursos. A polícia agora trabalha na captura do soldado Nascimento, que participou do mesmo assalto.
Informado dos detalhes pelo comando do 15º BPM, a autoridade superior disse que não são apenas dois policiais que participaram do assalto e que eles estavam encapuzados quando chegaram na residência das vítimas. Eles teriam agido de extrema violência em busca do dinheiro, torturando o casal e esfregando o cano da arma de propriedade da PM na vagina da mulher, depois de rasgar a roupa dela.
Com o revólver na cabeça do casal, eles de deslocaram até a casa do pai do homem vítima e lá chegando tentaram arrombar a residência usando uma marreta, momento em que uma viatura apareceu e consegui ainda prender o soldado Pádua em posse de R$ 3,1 mil. O casal confessou que eles queriam mesmo os R$ 16 mil frutos de furto na sede do Centro Distribuidor do Banca do Brasil de Bacabal quando do assalto em novembro passado.
O soldado Pádua revelou que existem ainda pessoas de posse do dinheiro que os bandidos deixaram nos arredores da sede da agência e que eles vinham extorquindo quem estava dos recursos. A polícia agora trabalha na captura do soldado Nascimento, que participou do mesmo assalto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui